Pescaria em alto mar: destinos e equipamentos

A pescaria em alto mar é uma das atividades prediletas não só a fins comerciais como também para se divertir e deixar discorrer o tempo. No mar, poderá desfrutar de passeios exóticos pela natureza além da já esperada pesca.

Contudo, a pesca nesse meio compreende algumas explicações. A tentativa da prática sem o aprendizado de detalhes vitais, eventualmente, acarretará falhas grossas as quais poderiam ser prevenidas. Vamos evitar cometer esses equívocos.

A prática da pescaria em alto mar nesse espaço exige muita atenção, planejamento e precaução. Propõe-se que busque informações com pessoas já mais acostumadas com esse tipo de prática, propondo uma solução em situação de enjoo e nunca deixe de pesquisar sobre as condições climáticas antes de desbravar os mares. Entenda:

Do que se trata e cuidados com a Pescaria em alto Mar

Alto-mar é a maior proporção dos oceanos os quais não pertencem aos mares territoriais, e que também não faz parte de uma zona econômica de um estado das costas (costeiro).

Consequentemente, o alto mar costuma está um pouco distante dos litorais por se tratar de um espaço fora do território de qualquer nação.

A pesca usa como seu principal veículo de transporte e “hospedagem” os barcos. Se por um lado a aquisição em definitivo (compra) de tal veículo seja cara, unir um grupo de pessoas para ratear o custeio da locação é a melhor alternativa.

pesca em alto mar

Foto: Strikingly

A utilização de equipamentos, tecnológicos ou não, pode ser útil em fins emergenciais, criação de rotas e atualização das condições do clima. Para isso, existem aplicativos com esses vários, e outros, recursos ditos. A bússola é uma opção para orientar.

Caso esteja interessado em pescar peixes de grande porte, organize-se pesquisando sobre o clima em que sobrevive, localização, seu comportamento e, talvez, o mais importante de tudo: o equipamento ideal para pescá-lo.

A regra não se aplica só para grandes peixes. Se por acaso tem algum peixe, em específico, que quer capturá-lo, deve entender suas peculiaridades (através dos aspectos mencionados acima).

Leia também nossa matéria sobre carteira de pesca.

Equipamentos básicos para este tipo de pesca

Mais uma vez nos deparamos com a mesma problemática: a relatividade dos fatos.

Para desenvolver uma lista com todos os equipamentos básicos e essenciais, exige entender qual região você está pretendendo pescar.

Por exemplo: se a pesca será no Nordeste, já é de se assumir que será essencial maior proteção de pele por razão da incidência de sol da região.

Mesmo assim, iremos produzir, simplificadamente, um material abrangente ao ponto de conter todos os artefatos obrigatórios de uso em praticamente todas as circunstâncias. O equipamento básico não será surpreendente para os quais já pescam com alguma regularidade (mesmo que não seja em alto mar).

Você vai usar, linhas, varas de pescar, carretilhas, molinetes, snaps (presilhas também podem substituir os snaps) e diferentes iscas, sejam elas naturais e artificiais. Como foi dito anteriormente, seu equipamento não pode ser inferior ao peixe que almeja.

pesca em alto mar

Foto: Tury Club

No entanto, não é só dos materiais utilizados na prática que você irá precisar: bonés, repelentes (em caso de houver insetos na região), protetor solar (até sem sol), calçados apropriados e óculos também não podem ser deixados de lado da sua excursão.

Acrescentando ao que já foi citado, a profundidade dos mares também é um fator a se considerar no momento da escolha de seu equipamento. Sem todo esse cuidado, sua pesca, sem sombra de dúvidas, tem tudo para se restringir com as limitações do material mal selecionado.

Destinos de pesca em alto mar

A pesca nessa imensidão de mares sempre pode trazer um vasto cardápio. Por isso, simplesmente não frete um barco e saía no primeiro local mais conveniente por aí sem informações sobre os destinos em sua região e em outras.

alto mar

Foto: PxHere

Em vista disso, formule seu destino ideal em conformidade com suas preferências em seu passeio: temperatura do ambiente em determinada época, espécies que vivem ali, o que se esperar da paisagem e por que não o que a região oferece em terra firme?

Selecionaremos, portanto, alguns destinos mais procurados e bem avaliados pelos pescadores em um espaço de alto mar!

  • Ilha do Montão do Trigo

A Ilha do Montão do Trigo situa-se entre a cidade de Bertioga e São Sebastião SP e é um ótimo destino para pescaria em alto mar. A região pode ser contemplada com sua bela paisagem com mares e ilhas em seu entorno.

A profundidade das águas do mar de lá chegam a 276 metros, possibilitando tanto grandes pescarias quanto até o mergulho. Por lá, há espécies de peixe como o dourado, bicudas, anchovas e muitas outras.

  • Plataforma do Mexilhão

A Plataforma do Mexilhão também está situada no estado de SP. Está há 225 km da cidade de Santos e 165 km da região litorânea de Caraguatatuba.

Pertence à empresa nacional Petrobras e, em razão da estrutura metálica, atrai para suas demarcações peixes pequenos e, consequentemente, peixes maiores (seus predadores).  Espécies como o atum, cavala, dourado, sardinha e olhete estão imersos nessas águas.

  • Piçarras

Saindo um pouco dos destinos em São Paulo, Piçarras está localizada em Santa Catarina, por mares serenos e limpos. Para a pescaria em alto mar, destacam-se as ilhas de Feia e Itacolomi.

Piçarras é um destino muito consultado pelos pesqueiros amadores (pesca esportiva), além das cidades próximas conterem pontos culturais e trilhas pela natureza das mesmas.  Entre os peixes que por lá vivem, podemos aludir o robalo, tatuí, pampo e etc.

A pescaria em alto mar não para por aí. No nordeste, temos a Praia do Forte (BA) e, como destinos internacionais poderiam apontar para Cancun (México).

Saiba mais sobre a licença de pesca e tire também todas suas duvidas relativas a esse assunto.

Pescaria em alto mar: destinos e equipamentos
5 (100%) 1 vote[s]

Leave a Reply