Peixe Panga: Características, habitat, benefícios

O peixe panga é muito comercializado atualmente. Se traçássemos o histórico da alimentação dos brasileiros, sem dúvidas perceberíamos um cenário movido por alterações significativas nos hábitos alimentares. Pode até ser que para um cidadão “comum” isso não queira dizer nada, porém ao mercado diz e exige muitas coisas.

Uma vez que as modificações no consumo dos consumidores existem, o mercado tem que agir condizente com essas transformações – sem tais atitudes, o atendimento a demanda e o lucro serão inferiores. Sem dúvida, isso não é um interesse de nenhum membro do sistema capitalista.

O que um suposto “relatório” elucidaria aos comerciantes seria? Se antes o consumo de peixes estava longe de estar presente no cardápio dos consumidores, essa condição já não tem tanta veemência.

Ou seja, o brasileiro vem se alimentando cada vez mais de peixes e o mercado nacional precisa suprir essa demanda. Em caso de não buscar abastecer, seremos reféns de importarmos peixes que não tínhamos em nosso hábito de cultivá-los.

Entre esses peixes está o peixe panga. A comercialização desse peixe em nosso território foi ontem, historicamente falando. Pouco mais de 10 anos e a falta de cultivo em nossas delimitações acarreta a importação de 70 mil toneladas da espécie anualmente (principalmente do Vietnã).

O que é peixe panga?

O peixe panga é classificado pelo gênero Pangasius, família Pangassidae e ordem Siluriforme. Fora descoberto muito provavelmente no rio Mekong por onde foi domesticado há muito tempo: mais de 1 milênio (1000 anos), estima-se. Outro peixe estilo bagre que você precisa conhecer é o pirara.

peixe panga

 O Rio Mekong tem honrável participação na economia local da região asiática e lá foi descoberta mais de 1200 espécies (entre elas, o peixe panga).

A dependência de importações desse peixe é no mínimo assombrosa. Por números, é mais possível observar a discrepância: enquanto importamos 70 mil toneladas por ano, o continente europeu importa 180 mil toneladas anuais. A carência brasileira é quase metade de um continente.

Como é o peixe panga?

É um peixe cuja aparência constantemente é relacionada com os bagres. Ambos os peixes são de couro – não contem escamas – e de formato mais achatado.

peixe panga

Foto: Educalingo

 

Características

O peixe panga tem um ponto muito favorável na gastronomia em razão de conseguir render 50% de seu tamanho total para filé (feito atípico com os peixes, os quais geralmente têm aproveitamento inferior ao panga).

Curiosamente também é conhecido por peixe-gato (ou catfish, em inglês). O peso ideal que os comerciantes interpretam ser o melhor momento para já ser abatido e vendido para os consumidores finais é quando o mesmo pesar, aproximadamente, 1,2 kg.

Conheça também um pouco mais sobre o peixe espada.

O período para o peixe obter esse peso é em torno de 9 meses. Em algumas circunstâncias, dependentes de alguns fatores, esse tempo pode ser otimizado para 6 meses.

peixe panga

Foto: Wieczorslaski

Já foram reconhecidas algumas verminoses nesses peixes em rios, por exemplo, do Vietnã. Entretanto, não é motivo de gerar alarde; esses peixes em ambiente de cativeiro não estão infectados e especialistas acalmam citando a inspeção feita pelos órgãos federais.

A partir de sua alimentação é caracterizado por onívoro e até necrófago.

Habitat

Observando o mapa planetário e a concentração de peixe panga pelo planeta, chegaremos à conclusão de que o tradicional Rio Mekong é o grande responsável ainda pelo armazenamento desse peixe (lá, há a presença de duas espécies desse peixe de couro).

 O Rio Mekong localiza-se principalmente nas limitações do Vietnã. Para ter ideia, o Rio abastece por volta de 240 países (alguns são: Estados Unidos, Rússia, Alemanha, Austrália, Japão e mais uma infinidade).

Com base nos aspectos do Rio Mekong, o PH não foge muito da neutralidade (6,9 – 8,2) e a temperatura é no mínimo 21 e em seu limite quase 28 graus celsius.

Benefícios do peixe panga

Um dos benefícios do peixe panga é não possuir escamas, o que facilita o trabalho da pessoa a qual limpará o peixe. Outro fator é seu rendimento na hora de cozinhar: proporcionando preços mais acessíveis e  menos pescado para um prato.         

Rolavam boatos mundo a fora que esse peixe seria um animal infectado por verminoses e perigoso para alimentação (como já argumentado no texto, não há fundamentos nessa hipótese). Esse devaneio pode ser relacionado pelo seu hábito alimentar (a base de tudo, até animais mortos).

E nem só por isso. É de certo estranhamento como um peixe tão bem cogitado tem preços tão desprezíveis – muitas vezes inferior ao da meluza. – Portanto, até em valores a carne da panga é acessível a qualquer consumidor de peixes!

Receita de filé de panga cozido

Como já fora citado, o peixe panga é muito aprovado em fins gastronômicos por, além de seu vistoso sabor, seu filé atingir 50% da carne do peixe antes de preparado. Pela procura, colocaremos aqui uma receita para você preparar o saboroso panga em sua casa!

A receita foi retirada do Tudo Gostoso e, segundo o site culinário, o nome da cozinheira, a qual divulgou a receita, é Angelina.

peixe panga

Foto: Tudo Gostosto

Ingredientes

500 g de filé de panga

1 cebola grande (cortada pequena ou ralada)

1 maço de cheiro verde (cebolinha fina/francesa e salsa)

3 tomates (cortado em cubinhos)

orégano a gosto

sal a gosto

azeite de oliva

Modo de preparo

  1. Lave os filés de Panga, retire as gorduras. Corte cada filé em 4 ou mais, será preciso forrar a panela com eles.
  2. Em uma panela larga, frite em óleo até dourar o cheiro-verde e a cebola, com um pouquinho de sal.
  3. Adicione os tomates picados e mais uma pitada de sal (para o tomate).
  4. Refogue um pouco.
  5. Coloque o peixe de modo a forrar a panela, cobrindo-o com o refogado.
  6. Cubra de água (não passe a altura do peixe).
  7. Tampe e deixe cozinhando em fogo brando, até secar a água colocada (vai começar a fazer um barulho diferente na fervura). Pode dar uma grudadinha no fundo, mas cuidado, não queime.
  8. Para servir, é preciso retirar o peixe da panela com espátula (para ele não desmanchar). Ao prato, lance um fio de azeite de oliva sobre o filé.

 

Avalie esse conteúdo

Leave a Reply