Peixe Oscar: como criar, características

O peixe Oscar também conhecido de outras maneiras como: açará-açu e apaiari é um peixe normalmente escuro composto por manchas alaranjadas. São mais encontrados no continente Americano (Hemisfério Sul), principalmente, na Amazônia.

Embora o Oscar seja conceituado como um animal marinho formado por traços carnívoros, sua alimentação baseada principalmente em outros peixes pode causar-lhe infecções por parasitas e uma dieta não balanceada.

Origem do peixe

Sua origem advém da América do Sul, cujo continente é região onde mais se concentra a espécie em todo o mundo, se destacando a região Amazônica do continente.

peixe oscar

Foto: Rafael Quintella

Veja também sobre o peixe espada e suas características.

Características do peixe Oscar

O Astronatus Ocellafus, seu nome científico, é um peixe muito comentado por sua resistência e sua adaptação com o convívio humano. É extremamente inteligente e é um dos queridinhos aos quais querem ter peixes “de estimação”.

Por ser de aquário e suas medidas superarem os 20 cm na fase adulta, o animal é classificado como peixe jumbo. Por razão de tamanho, exige um maior cuidado com as medidas do aquário e um sistema de filtragem conforme “o que produz”. Algumas dessas carências dessa espécie em relação ao “cultivo” em aquário, será discorrido no último tópico do texto.

O desejo das pessoas em ter essa espécie vem em motivo da facilidade em se relacionar com o ser humano. Sua inteligência é tão invejável que este consegue reconhecer seu dono (o que lhe fornece comida) e acaba cedendo que toque nele.

pesca peixe Oscar

Foto: Só Riso Mail

É claro que esse consentimento do peixe só existe quando já tem confiança suficiente para com seu dono. Antes de atingir seu ápice de confiança, é natural que não tenha comportamentos tão amigáveis.

Em relação a medidas, mesmo que já tenham sido registrados valores superiores, seu comprimento costuma está por volta dos 36 cm, seu peso 1,4 kg (fase adulta), e já pode se reproduzir a partir dos 12 cm de comprimento. Há sim peixes com medidas superiores, contudo são exemplos extraordinariamente atípicos.

Sua inteligência ultrapassa os campos da confiança e atinge o aprendizado: vários dessa espécie já conseguiram absorver truques (sim, iguais aos treinamentos feitos com cães, gatos e etc.).

O mais famoso dos vários já ensinados para alguns é o que Oscar bate no vidro do aquário, que significa solicitação de comida. Realmente esse truque pode ser bem útil para não deixar seu animalzinho com fome sem mesmo estar ciente.

Alimentação ideal

O açará-açu é um ser onívoro “puxado” (com tendências) de um carnívoro. Alimenta-se basicamente de tudo, incluindo rações industrializadas.

Embora se adapte a alimentos industriais, sempre é sugerível que, periodicamente, alimente-o com animais – sejam eles mortos, congelados ou vivos; não é problema para eles. Os mais usados como suprimento é o camarão, minhoca e pequenos peixes.

Habitat do peixe Oscar

O apaiari é caracterizado como um peixe de cunho “territorialista”, mas, em contrapartida, o fato não pode gerar um pressuposto que é um peixe de natureza agressiva.

Se, por exemplo, tem a pretensão de colocá-lo num aquário para cuidar, é desnecessário ficar tão temeroso em por algum outro peixe junto. Peixes de seu mesmo tamanho não acarretarão graves consequências. Deixando um parêntese aqui importante: fora dito peixes de mesmo tamanho; se o companheiro for menor que o mesmo, provavelmente não tardará de tornar-se presa.

Um aquário de 200 litros é suficiente para criar um desses singulares peixes. Numa realidade de reprodução, o tamanho mínimo eleva-se 25%: 250L.

oscar

Foto: ContentBE

As temperaturas também não podem oscilar muito: pela saúde do animal marinho, a temperatura ideal está aos 22°C e não pode ultrapassar a casa dos 28°C (considera-se a temperatura ideal como 25°C).

O quadro quando se trata de temperaturas é mais inflexível ainda quando estão em fase de reprodução (só aceitando variar 2°C): 26 – 28°C. O ph da água está em um estado normal para estes quando está a partir de 6 até 7,5. O tempo satisfatório de este ficar exposto à iluminação é de 12 horas por dia.

Tempo de vida da espécie

A projeção de vida do peixe Oscar é bastante significativa e, ao mesmo tempo, animadora: pode alcançar até os 20 anos de idade (10-20). O que o torna ainda mais “queridinho” para “domesticá-lo”.

Para vcê que é amante de pesca, confira nossas dicas sobre pescaria no Pantanal e como se organizar.

Como criar o peixe Oscar

Por ser um peixe petfish (domesticável) há sempre certa procurar/interesse em obtê-lo e cuidá-lo em seu domicílio. Entretanto, é indispensável entender todos os requisitos para tratá-lo da forma mais adequada possível.

O estudo deve ser introduzido pela sua nova “casa” (aquário); já desmentindo que peixes filhotes criados em aquário não desenvolvem seu tamanho. O argumento é uma falácia e o aquário, em sua fase jovem, deve ter ao menos 200L.

Ao decorrer dos meses, suas medidas vão aumentando e, na fase adulta, 200L não comporta mais seu peixe. Por isso, uma dica válida é já comprar um aquário que tenha capacidade para o mesmo até seu ápice no tamanho ( mais de 30 cm). O custo-benefício é maior (300L).

Sua alimentação é obrigatória ser através de rações. A obrigatoriedade é decorrente de uma alimentação composta por todos os nutrientes necessários em quantidade bem ajustada. O que é conveniente fazer é dar “petiscos” ao seu peixe como tenebrio e camarão.

Sintetizando: dê alguns “petiscos” desde que mantenha a alimentação padrão por rações. Dessa forma, terá um animal saudável em seu aquário!

No chão da morada, o substrato pode ser tanto areia como cascalho, Não é sugerível decorar muito o aquário, pois, ao apogeu de seu desenvolvimento, ele terá capacidade de deslocar e agarrar objetos.  Por fim, atente-se na filtragem do aquário, porque peixes de grandes proporções também produzem sujeiras na mesma escala.

Espero que tenha sido útil nossas informações sobre o peixe Oscar!

Avalie esse conteúdo

Leave a Reply