Peixe espada: melhor isca, lua certa para pesca

O peixe espada, Trichiurus Lepturs, está, sem sombra de dúvida, entre os peixes mais incrivelmente bizarros já avistados. É um peixe prateado com tons azuis e dorso em tom mais acinzentado.

Em fase adulta, podem alcançar seus 2 metros de comprimento e pesar, no máximo, 4 kg. Estão longe de serem de grande porte.

Em território nacional brasileiro, não é uma espécie com considerável valor comercial, mesmo que sua carne tenha boa reputação, entretanto é visto com outros olhos pela pescaria esportiva.

Ainda que não tão badalado na alimentação dos brasileiros, o peixe tem alta quantia de ômega 3 e selênio, cujos entre os, incontáveis, benefícios estão a melhora da imunidade, reparação do DNA, proteção do sistema cardiovascular e tantos outros.

Habitat do peixe espada

O peixe espada costuma viver em regiões costeiras (próximo ao domínio continental), especialmente em estuários, local de transição entre rio e mar, e canais.  Tem preferência por águas de pouco movimento e rasas.

Opta, na maioria do tempo, em ficar na parte mais profunda das águas junto com a areia e a lama.

Ao pescador em terras brasileiras, o litoral do país é recheado dessa espécie, além de arredores de ilhas e baías de todo o restante do planeta.

peixe espada habitat

Foto: Wikiwand

 


Qual é a alimentação do peixe espada?

Por ser um peixe relativamente pequeno, sua alimentação no mar é a partir de peixes menores que o mesmo. Entre estes estão, principalmente, peixes pequenos, moluscos e os crustáceos.


Qual é a melhor isca para pegar espada?

Para a sua pesca, não é requerido um material de ponta, pois o peixe é pequeno, por conseguinte não necessita de algo mais robusto e com menos limitações.

Um equipamento suficientemente recomendado para sua pesca é a linha na faixa de 10 – 20 libras e anzóis de até nº 5/0 mais as boias.

peixe espada habitat

Foto: Wiring Diagram

Em relação às iscas, tanto é possível pescar com iscas naturais quanto artificiais; as iscas naturais podem ser utilizadas pedaços de moluscos ou camarões, por exemplo.

Já as artificiais ocasionalmente utiliza-se jigs, plugs de meia água e empate de aço (o último serve apenas para peixes com dentes (é o caso do peixe espada)).

Qual a melhor lua para pesca de espada?

O peixe espada tem como um de seus hábitos sempre estar acompanhado em sua movimentação por rios e mares (cardumes).  Não há melhor oportunidade de pesca do que em momentos de lua cheia.

Ressaltando que o peixe espada é muito conhecido por sua hostilidade e por ser muito liso. Qualquer descuido com tal pode lhe proporcionar ferimentos nocivos e, dependendo de como estar segurando, ele escorregar.

peixe espada habitat

Foto: Rodzinna Jazda


Quanto tempo vive o peixe espada?

Não foram divulgados estudos tratando do peixe espada do qual falamos. Todavia, usando de protótipo o peixe espada de aquário, o qual não ultrapassa os 16 cm de comprimento, sua expetativa de via não ultrapassa os 6 anos.

Mesmo assim, ainda há controvérsias: há sites que defendem que sua expectativa é metade do que o retratado anteriormente: 3 anos de vida.


Receitas com peixe espada

Bom, já fora dito que o peixe espada não é um dos pratos, peixes, mais desejados na refeição dos brasileiros. Mas isso não quer dizer que ele não tenha o seu apreço por alguns e que não exista algumas receitas saborosas. Aqui estão duas dessas:

Peixe espada na frigideira 

Ingredientes:

  • 2 pedaços de peixe-espada preto (pedaços médio);
  • 3 colheres de azeite ;
  • 1 peça de cebola cortada em rodelas (meia-lua);
  • 2 dentes de alho laminados (finos);
  • Metade de uma pimenta vermelha (de sua escolha) cortada em tirinhas;
  • Aproximadamente 60 ml de vinho branco;
  • 1 maço de coentros picados;
  • Sal a gosto.
peixe espada

Foto e Receita: Sabor Intenso

Preparação:

  1. Tempere os pedaços do peixe de ambos os lados com sal a gosto.
  2. Em uma frigideira, leve ao fogo o azeite, a cebola, o alho e a pimenta para dourar. Mexa e deixe refogar em fogo médio sem deixar dourar muito.
  3. Junte as postas do peixe espada ao refogado e deixe cozinhar de ambos os lados durante 20 minutos (aproximadamente 10 de cada lado). Passado 10 minutos, você vire os pedaços e derrame o vinho branco.
  4. Depois do peixe bem cozido, jogue coentros picadinho e sirva-se. Indica se que acompanhe este prato com batatas salgadas, de acordo com a receita original.

Obs: O site e a ortografia eram de Portugal, então foi feita uma tradução superficial. Segue a o link do site e do vídeo do canal, respectivamente:

Peixe espada fritado (receita do site Na Biroskinha)

Ingredientes:

  •  2 espadas limpas e cortadas (de preferência) em pedaços médios;
  •  Pimenta e sal a gosto;
  •  Limão cortado ao meio;
  •  Farinha de trigo;
  • Óleo para fritar (uso óleo de girassol).

Modo de preparo:

Tempere os pedaços de peixe espada, com sal, pimenta e o caldo de 1/2. Deixe no peixe descansar e pegar tempero por pelo menos 30 minutos.

Após o período, passe os pedaços de peixe pelo trigo e retire o excesso, repita o processo em todos os pedaços.

Depois basta fritar os pedaços em óleo quente até dourar. O ideal é que sirva bem quentinho com pimenta e fatias de limão.

Confira essas e muitas outras receitas deliciosas no site Nobiroskinha.

Peixe espada e espadarte: Não confunda mais!

Há certa confusão por parte dos pescadores, alguns sites não tão embasados e de várias outras pessoas, em cerca da nomenclatura de dois peixes completamente diferentes: o espadarte e o peixe espada.

O espadarte é aquele famoso peixe da “boca” – ou bico, não importa como chame – comprida, semelhante com uma espada. Esse já é um peixe maior e mais robusto (entre 2 a 5 metros) e tem um estilo de vida bastante solitário, ao contrário do (peixe) espada.

Seu nome científico é Xiphias Gladius, situa-se praticamente em todo o planeta (exceto os polos) e se alimentam de animais marinhos maiores. Então confunda mais o peixe espada!

 

Avalie esse conteúdo

Leave a Reply